• Durante a adolescência e a puberdade, com frequência são diagnosticados problemas refrativos (miopia, astigmatismo e hipermetropia). Nessa fase, é comum a busca de correção por meio do uso de lentes de contato ou de cirurgia refrativa, como alternativa ao uso de óculos.


    Pessoas entre os 13 e 20 anos também estão sujeitas ao aparecimento do ceratocone, uma doença que provoca irregularidade da córnea. Na puberdade, o ceratocone pode às vezes estar acompanhado pelo hábito de coçar excessivamente os olhos e por vezes não é percebido, pois muitos adolescentes não dão atenção ao aumento da sensibilidade à luz e à baixa da qualidade de visão, mesmo com o uso de óculos ou lentes de contato.


    Não há cura para o ceratocone, mas os tratamentos disponíveis podem melhorar a visão, estabilizando o problema e reduzindo a deformidade da córnea. Quanto mais cedo o diagnóstico for feito, melhor é o resultado do tratamento. Por isso, adolescentes devem ser submetidos a consultas oftalmológicas, mesmo que não apresentem queixas.



    Fonte: Cbo.net.br