• O que é Glaucoma?

    O glaucoma é uma doença degenerativa causada pelo aumento da pressão dentro do olho (tensão ocular). Estima-se que cerca de 1 milhão de brasileiros tem algum tipo de glaucoma e que cerca de 50% deles não tem conhecimento da doença. Embora não possa ser curado, o glaucoma pode ser controlado na maioria dos casos e se for precocemente diagnosticado e tratado, raramente, leva à cegueira.

    O olho é alimentado por um fluido que circula no seu interior, chamado humor aquoso. Esse fluido é constantemente produzido e retoma à corrente sanguínea através do canal de drenagem dos olhos chamado malha trabecular. No glaucoma do tipo ângulo aberto a ocorrência de um problema com o canal de drenagem faz que o humor aquoso não seja drenado adequadamente e a pressão no interior do olho se eleve. A pressão elevada no interior do olho pode danificar o sensível nervo óptico que envia as imagens ao cérebro causando uma perda irreversível da visão.

    No estágio inicial do glaucoma de ângulo aberto a pessoa não apresenta nenhum sintoma. As alterações são muito pequenas e não afetam a visão central. Entretanto, com o passar do tempo o glaucoma de ângulo aberto ocasiona perda da visão periférica (áreas superior, inferior e laterais da visão).

    Tratamentos
    O objetivo do tratamento é reduzir a pressão interna do olho. Existem três tipos básicos de tratamento para controle do glaucoma: medicamentos, cirurgia a laser e cirurgia por filtragem.

    Medicamentos
    Destinam-se a diminuir a produção do humor aquoso ou a melhorar seu fluxo através do canal de drenagem. O oftalmologista tentará encontrar um medicamento que controle a pressão do olho, com um mínimo de efeitos colaterais. A medicação não pode ser interrompida sem autorização do oftalmologista. Os médicos de outras especialidades precisam ser avisados do uso do medicamento por ocasião da consulta.

    Cirurgia a laser
    A cirurgia é realizada com colírio anestésico. A luz do aparelho chamado laser argônio age sobre a malha trabecular proporcionando uma melhor capacidade de drenagem. A cirurgia a laser bem sucedida pode reduzir a necessidade de medicações diárias.

    Tratamento Cirúrgico
    Quando os medicamentos e a cirurgia a laser não são suficientes para controlar o glaucoma, o oftalmologista poderá executar uma cirurgia destinada a criar um novo canal que permitirá a drenagem adequada do humor aquoso.

        Cirurgia TREC: O oftalmologista utiliza instrumentos de micro-cirurgia para criar um novo canal de drenagem pelo qual o humor-aquoso é liberado, diminuindo, assim, a pressão.

    Grupos de Risco
    A probabilidade de ocorrência do glaucoma é maior se a pessoa tiver algum familiar com a doença, se for diabética, se for de descendência negra, se tiver miopia muito alta ou mais de 31 anos de idade. Todas as pessoas que apresentam maior risco e as que tiverem mais de 40 anos devem se submeter a um exame anual de prevenção do glaucoma.