Exames Laser – CTV

Exames Laser

Posso fazer a cirurgia a laser nos olhos?

Para isso, se faz necessário ter um histórico ocular do paciente, além disso, deve submeter a uma consulta oftalmológica com exame completo. A idade ideal deve ser superior a 21 anos, além de ausência de doenças oculares ou doenças sistêmicas, e que não estejam em gestação.

Tomografia de Coerência Óptica (OCT) do Segmento Anterior

Método não invasivo que permite uma aquisição rápida, minuciosa e de alta resolução de imagens para avaliação do segmento anterior. Constitui-se desta forma uma excelente ferramenta diagnóstica na avaliação de patologias corneanas; no pré-operatório de pacientes candidatos à cirurgia refrativa, bem como seu segmento pós-operatório; e na avaliação de medidas do segmento anterior.

Topografia corneana

Exame indispensável também nas avaliações pré-operatórias para cirurgias refrativas para correção de miopia, astigmatismo e hipermetropia. É também utilizado nas cirurgias refrativas para a realização de cirurgias guiadas por este equipamento, em córneas irregulares, resultando em uma melhor precisão do procedimento.

Através da topografia corneana, o oftalmologista pode ter uma perfeita análise da estabilização do astigmatismo, após as cirurgias de catarata e transplante de córnea. Uma outra aplicação deste equipamento se da nas adaptações de lentes de contato.

Pentacam

Trata-se da última tecnologia na avaliação do segmento anterior do olho, correspondendo a um TOMÓGRAFO DE SEGMENTO ANTERIOR, segmento este composto pelas seguintes estruturas:

• CÓRNEA – lente mais anteriorizada que compõe nossos olhos
• ÍRIS – estrutura que confere cor aos nossos olhos
• PUPILA
• CRISTALINO – lente que está localizada atrás da íris e pupila

O PENTACAM fotografa o segmento anterior do olho em 360° e em terceira dimensão, tratando-se de um exame indolor e sem tocar os olhos, dispensando qualquer desconforto durante sua realização. É um aparelho imprescindível nas avaliações de cirurgias refrativas, cirurgias estas que tem por objetivo corrigir deficiências visuais como miopia, hipermetropia e astigmatismo. Possui uma programação específica que o torna indispensável no diagnóstico e acompanhamento do CERATOCONE, pois fornece gráficos topográficos e paquimétricos da córnea com total precisão, bem como na adaptação de lentes de contato.

No GLAUCOMA sua aplicação é extremamente importante, pois permite avaliar com precisão o ângulo da câmara anterior formado pela córnea e íris, e por onde são drenados fluídos produzidos pelo olho e que tem por função manter o tônus ocular, diagnosticando de forma precisa se este ângulo encontra-se aberto ou estreito, auxiliando o oftalmologista a melhor controlar os valores da pressão intra-ocular.

Na evolução da CATARATA ele pode medir a densidade da opacificação, causada por este problema que afeta o cristalino, podendo levar a perdas significativas de visão, comprometendo a qualidade de vida de pacientes portadores desta patologia. No acompanhamento pós-operatório da catarata ele permite avaliar se a LENTE INTRA-OCULAR está corretamente posicionada, além ainda de diagnosticar tumores de íris e outras alterações.