Saúde do viajante: cuidados com os olhos – CTV

Saúde do viajante: cuidados com os olhos

Saúde do viajante: cuidados com os olhos

Água contaminada

A água quente facilita a proliferação de parasitas e bactérias, então se você se empolgou com a jacuzzi do hostel é bom ficar atento. Os sintomas são dor intensa, olhos vermelhos e aversão à luz.

Usar lentes de contato em jacuzzis, praias ou piscinas dobra o risco de contaminação fulminante da córnea e pode até cegar, adverte o especialista.

Queda de umidade

Nos aviões a umidade do ar pode cair 30%. Por isso os olhos ficam ressecados e acabam se transformando em uma porta aberta para a contaminação.

Se você é daqueles que curtem ver muitos filmes durante o percurso no avião é bom tentar dar um descanso para os olhos.

Lentes de contato

Nos voos com mais de 2 horas de duração, as lentes de contato devem ser substituídas por óculos, a baixa umidade no avião faz com que a lente que fica suspensa sobre a córnea entre em atrito com sua camada externa, mesmo que a lágrima artificial seja instilada no olho.

Quem insiste em usar a lente de contato nas viagens aéreas mais longas, provoca lesões superficiais na córnea, destaca.

O resultado são olhos vermelhos, doloridos e lacrimejantes. A única terapia para este tipo de dano é evitar o uso de lente até a completa regeneração da córnea.

Em pessoas com baixa imunidade e nas que voltam a usar a lente antes da recuperação, as lesões podem infeccionar.

Calor faz colírio perder efeito

Para quem tem Glaucoma, doença que em 90% dos casos está relacionada ao aumento da pressão intraocular, deve informar seu oftalmologista quando for viajar, para que ele prescreva um colírio adequado ao tipo de viagem.

Fonte: Mochileiros.com

Categories : Notícias